Abaixo seguem algumas informações importantes sobre o material contido no website:

> As informações contidas neste website são de caráter meramente informativo e não constituem qualquer tipo de aconselhamento de investimentos, não devendo ser utilizadas para esta finalidade. Seu único propósito é dar transparência à gestão executada pela SPX Gestão de Recursos Ltda. (“SPX Capital”) e SPX Equities Gestão de Recursos Ltda. (“SPX Investimentos”), empresas do grupo SPX;

> Nenhuma informação contida neste website constitui uma solicitação, oferta ou recomendação para compra ou venda de quotas de fundos de investimento, ou de quaisquer outros valores mobiliários. A SPX Capital e a SPX Investimentos não comercializam nem distribuem quotas de fundos de investimento ou qualquer outro ativo financeiro. Recomendamos uma consulta a assessores de investimento e profissionais especializados para uma análise específica, personalizada antes de sua decisão sobre investimentos;

> Aos investidores é recomendada a leitura cuidadosa de prospectos e regulamentos ao aplicar seus recursos;

> Este website não é direcionado para quem se encontrar proibido por lei a acessar as informações nele contidas, as quais não devem ser usadas de qualquer forma contrária à qualquer lei de qualquer jurisdição;

> Fundos de Investimento não contam com a garantia do administrador do fundo, do gestor da carteira, de qualquer mecanismo de seguro ou, ainda, do Fundo Garantidor de Créditos – FGC;

> Nos fundos geridos pela SPX, a data de conversão de cotas é diversa da data de aplicação e de resgate, e a data de pagamento do resgate é diversa da data do pedido de resgate;

> A rentabilidade divulgada já é líquida das taxas de administração, de performance e dos outros custos pertinentes ao fundo, mas não é líquida de impostos. Para avaliação da performance do fundo de investimento, é recomendável uma análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de rentabilidade futura;

> Os fundos geridos pela SPX utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em significativas perdas patrimoniais para seus cotistas, podendo, inclusive, acarretar tanto perdas superiores ao capital aplicado, quanto uma consequente obrigação do cotista de aportar recursos adicionais para cobrir o prejuízo do fundo;

> Os fundos geridos pela SPX estão autorizados a realizar aplicações em ativos financeiros no exterior. Os fundos podem ainda estar expostos a uma significativa concentração em ativos de poucos emissores, com riscos daí decorrentes. Não há garantia de que os fundos multimercados terão o tratamento tributário para fundos de longo prazo;

> A SPX Capital, SPX Investimentos, seus administradores, sócios e funcionários não se responsabilizam pela publicação acidental de informações incorretas, e isentam-se de responsabilidade sobre quaisquer danos resultantes direta ou indiretamente da utilização das informações contidas neste website;

> O conteúdo deste website não pode ser copiado, reproduzido, publicado, retransmitido ou distribuído, no todo ou em parte, por qualquer meio e modo, sem a prévia e expressa autorização, por escrito, do grupo SPX.

Para ter acesso ao site, você precisa concordar com nossos termos.

Plano Cruzado

O Plano Cruzado foi o primeiro plano de combate à inflação após a redemocratização do Brasil. O Presidente José Sarney introduziu uma nova moeda, o Cruzado, no lugar do Cruzeiro, congelou os preços do varejo e o câmbio, e reajustou salários. A inflação no Brasil era de 79% ao ano.

Plano Bresser

O Plano Bresser foi um plano econômico de emergência lançado pelo então Ministro da Fazenda, Luiz Carlos Bresser Pereira, com o objetivo de combater a inflação e diminuir o déficit público. O Plano congelou preços e salários.

Moratória

A Moratória do Brasil, declarada pelo Presidente da República José Sarney, suspendeu o pagamento de juros e amortização da dívida externa. Foi estendida até Setembro de 1988.

Black Monday

A “Black Monday”, foi a queda de mais de 22% da Bolsa de Valores de Nova York em um dia. A crise, iniciada em Hong Kong, deu início a uma das mais severas crises econômicas nos EUA.

Nova Constituição

A nova Constituição Brasileira, vigente até hoje, consolidou a transição do regime militar para a democracia no país, promulgando direitos civis e sociais do povo brasileiro.

Savings & Loans Crisis

A “Savings and Loans Crisis” foi marcada pela falência de mais de mil associações de poupança e empréstimos nos EUA. Grande número de depositantes resgataram seus depósitos nessas associações em busca de melhores taxas.

Plano Verão

O Plano Verão foi um plano econômico lançado pelo Ministro da Fazenda, Maílson da Nóbrega, durante o governo do Presidente José Sarney. O plano introduziu uma nova moeda, o Cruzado Novo, substituindo o Cruzado, congelou preços e salários e prometeu conter os gastos públicos. O plano também propôs uma ampla reforma administrativa.

Plano Brady

O Plano Brady foi um plano de renegociação da dívida externa de países em desenvolvimento, lançado pelo secretário de tesouro dos EUA, Nicholas Brady. O plano propunha mudanças na forma de pagamento das dívidas externas de economias latino-americanas condicional a ajustes econômicos. O plano contemplou descontos no principal e a ampliação do prazo de pagamento aos países devedores, enquanto estes buscavam meios para ampliar suas reservas.

Queda do Muro de Berlim

A queda do Muro de Berlim, foi um dos eventos mais importantes da história mundial recente. Representou o colapso da União Soviética e o fim da guerra fria.

Plano Collor

O Plano Collor foi um plano de estabilização da economia lançado pelo recém-eleito Presidente da República, Fernando Collor de Mello, com o objetivo de abrir a economia, conter a inflação e reduzir gastos públicos. O governo bloqueou as contas correntes de poupança por 18 meses e reduziu tarifas e restrições à importação. As principais medidas tomadas foram congelamento de preços e salários, a reimplantação do Cruzeiro como moeda e a diminuição do número de órgãos públicos. A população foi surpreendida com o confisco de suas poupanças financeiras e houve uma forte contração econômica.

Crise do México

A crise do México iniciou-se com a desvalorização do peso mexicano pelo governo. O México se encontrava sem reservas internacionais e a balança comercial estava atingindo déficit preocupante. Além disso, o governo de Carlos Salinas sofria acusações severas de corrupção, o que acentuou a desconfiança estrangeira e a falta de interesse de investidores. As questões domésticas no México se somaram a elevação dos juros nos Estados Unidos, acelerando a fuga de capitais do México.

Plano Real

O Plano Real foi o último plano de estabilização implementado no Brasil com o objetivo de estabilizar a economia e debelar a hiperinflação. Concebido e executado pelo Ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso durante governo de Itamar Franco, o plano foi bem sucedido e encerrou uma sequência de 4 planos econômicos anteriores que haviam fracassado. No mesmo ano, Fernando Henrique ganhou no primeiro turno as eleições para Presidência da República.

Crise da Ásia

A crise da Ásia iniciou-se após a desvalorização da moeda da Tailândia, e contagiou todo o continente. Em todos os países asiáticos emergentes havia fortes desequilíbrios no balanço de pagamentos e rápido crescimento do crédito. Todos os países emergentes foram afetados.

Falência LTCM

O LTCM, Long Term Capital Management, era um grande hedge fund com profissionais de grande reputação e experiência, incluindo alguns prêmios Nobel. Foi a falência devido à apostas financeiras mal sucedidas após a crise da Rússia, gerando um prejuízo de 3,5 bilhões de dólares. O Federal Reserve coordenou uma operação para conter o contágio, e o hedge fund foi liquidado em 2000.

Crise da Rússia

A crise da Rússia em 1998 foi marcada pela declaração da moratória e a grande desvalorização do Rublo, e seu contágio atingiu fortemente os mercados de commodities e os mercados financeiros globais.

Início do Euro

O Euro, moeda oficial de 18 países da União Europeia, foi introduzido em 1 de Janeiro de 1999. Foi inicialmente utilizado como moeda virtual e em 2002 ganhou sua forma física, o que intensificou a integração econômica dos países da zona do euro e facilitou a integração comercial e financeira.

Início do Regime de Metas

Após viver uma crise cambial e flutuar sua moeda, o Brasil adotou o regime monetário de metas de inflação, que é mantido até hoje.

Início do Câmbio Flutuante no Brasil

O Câmbio Flutuante, que faz com que as taxas do câmbio sejam determinadas pelo mercado, foi introduzido no Brasil em 18 de Janeiro de 1999 pelo Ministro da Fazenda, Pedro Malan.

Crise da Internet

A Crise da Internet ocorreu após o estouro de uma bolha especulativa que fez com que empresas de tecnologia virtuais fossem supervalorizadas. As expectativas de lucro mostraram-se irrealistas e os preços das ações entraram em colapso. A bolsa de valores Nasdaq, criada especificamente para as ações ligadas a internet, sofreu um debacle.

Lei da Responsabilidade Fiscal

A Lei de Responsabilidade Fiscal introduziu parâmetros e regras para gasto e endividamento público para todas as esferas do governo brasileiro, melhorando o controle e a transparência do gasto público.

Apagão no Brasil

A crise do apagão, que ocorreu pelo Brasil inteiro, foi marcada pelo racionamento de energia elétrica, causada por uma combinação de seca anormal e falhas no planejamento e investimentos no setor elétrico.

Escândalo Enron

A Enron era uma empresa de energia norte-americana que faliu em 2011 após cometer fraudes contábeis, manipulando seus balanços financeiros. Escondeu dívidas de 25 bilhões de dólares e inflou seus lucros artificialmente, o que gerou dúvidas sobre a solidez e a fiscalização dos balanços contábeis das empresas listadas nas Bolsas dos EUA.

11 de Setembro

No dia 11 de Setembro de 2011 a organização islâmica Al-Qaeda realizou uma sequência de atentados terroristas aos Estados Unidos. Quatro aviões foram sequestrados para realizar os ataques; dois atingiram as Torres Gêmeas do World Trade Center em Nova Iorque, um avião atingiu o Pentágono americano e outro foi derrubado por passageiros ao descobrirem que estavam sendo sequestrados para ataques a alvos civis em terra.

Início da Era PT

Luiz Inácio da Silva, conhecido como Lula, ganhou as eleições para Presidente da República em 2002. Durante a campanha eleitoral, a perspectiva da vitória do candidato do Partido dos Trabalhadores afetou os mercados de forma muito negativa. A taxa de câmbio chegou a R$4/USD e a dívida externa brasileira chegou a ser negociada com prêmio de 2500 bp em relação ao Treasury americano.

Crise da Argentina

A crise da Argentina ocorreu devido à desvalorização do peso, durante o governo de Eduardo Duhalde, que gerou uma grande fuga de capitais. A economia argentina já estava em recessão e no ano anterior o governo havia declarado a moratória de sua dívida externa.

Reeleição Lula

Com 58 milhões de votos em uma população de 170 milhões de habitantes, Luiz Inácio Lula da Silva, foi reeleito ao cargo de Presidente da República.

Anúncio Descoberta Pré-Sal

A descoberta da camada pré-sal brasileira, que se estende do litoral de Santa Catarina ao litoral do Espírito Santo, foi anunciada em 2006. A camada possui 7 mil metros de profundidade e estima-se que em 2018, 52% da produção total de petróleo do Brasil virá do pré-sal, potencialmente elevando o Brasil a um dos maiores produtores de petróleo do mundo.

Crise Financeira Global

A crise financeira global, de 2008, iniciada por problemas de dívida hipotecária nos Estados Unidos, e cujo evento crucial foi a falência do Banco Lehman Brothers, foi a mais severa desde a grande depressão dos anos 30. A economia norte americana sofreu forte contração, cujos efeitos propagaram-se rapidamente por toda a economia global. Apesar das fortes medidas de expansão fiscal e monetária adotadas por quase todas as economias importantes, os efeitos desta crise fizeram-se sentir nos países afetados, gerando alterações significativas nos preços dos ativos e desaceleração do crescimento dos mesmos.

Dilma é eleita

No dia 31 de Outubro, Dilma Rousseff, venceu as eleições para o cargo de presidência da republica, sendo a primeira mulher a ocupar o cargo no Brasil. O resultado das eleições garantiu a continuação do Partido dos Trabalhadores no poder do país.

Crise da dívida Soberana na Europa

A Crise da dívida Soberana da Zona do Euro, iniciada por problemas de indisciplina fiscal e descontrole das dívidas públicas, evidenciou a fragilidade do Projeto da União Monetária entre países com fundamentos muito distintos. Nesse contexto, colocou em cheque a viabilidade de uma União Monetária na ausência de um arcabouço institucional fiscal e bancário comum, o que tem resultado, nos últimos anos, em grandes divergências na taxa de crescimento econômico entre países da zona do Euro e também num esforço de maior integração fiscal e bancária da região.

CHINA SE TORNA A SEGUNDA MAIOR ECONOMIA DO MUNDO

Após seguidos anos de rápido crescimento econômico, a China se tornou em 2010 a segunda maior economia do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. De 1980 a 2010, o PIB chinês cresceu em média 10% ao ano e sua participação na economia mundial aumentou de 3% em 1980 para 9% em 2010.

Taxa do FED 'all time low'

Devido à lenta recuperação da economia americana desde a crise de 2008, o banco central americano, FED (Federal Reserve), manteve a taxa de juros entre zero e 0.25% e a meta de inflação fixa em 2%.

Tapering

Em meados de 2013, Ben Bernanke, então presidente do FED, sugeriu que poderia dar início à redução nas compras dos ativos em um futuro próximo. Diante disso, houve um aumento da volatilidade nos mercados internacionais, com aumento nas taxas de juros do mundo inteiro e depreciação das moedas nos países emergentes. Entretanto, na reunião do dia 18 de Setembro do mesmo ano, diante da incerteza gerada pelas batalhas fiscais travadas no congresso e da ausência de sinais de que a economia continuava ganhando força, o FED decidiu manter o programa de compras de ativos. Isto acabou por reverter grande parte do movimento de preço de ativos observado nos meses anteriores.

REELEIÇÃO DILMA

No dia 26 de Outubro de 2014, Dilma Rousseff venceu as eleições, assumindo seu segundo mandato como presidente da república no Brasil. O resultado das eleições garantiu a continuação do Partido dos Trabalhadores no poder do país.